Como tudo começou – parte 2

Com uma pequena variedade de tecidos, alguns zíperes e lacinhos, comecei, muito empolgada, a fazer algumas nécessaires para vender. Nesse período, eu estava trabalhando em um hospital e tinha contato com muitas colegas que poderiam se interessar pela minha arte. Lembro-me das primeiras bolsinhas que fiz e da reação das meninas quando viram. Elas acharam tudo lindo e começaram a comprar.

2014-11-19 10.58.27 2014-11-15 19.47.01Preciso registrar aqui, pois acho que ela nem sabe disso: a primeira que comprou comigo foi minha amiga de longa data Lu Barbosa. Lu, obrigada! Espero que esteja sendo útil até hoje!

Não satisfeitas, as meninas começaram a me fazer pedidos, um após o outro, e minha fama de prendada só aumentava! Comecei a divulgar para que outras amigas pudessem ver. As encomendas só aumentavam, pois estava chegando o fim do ano, e as pessoas compravam para dar de presente de natal. O primeiro “grande” pedido que recebi foi de dez porta-níqueis, que minha tia pediu para presentear as amigas dela. Não sabia se sorria ou se chorava, pois tive medo de não dar conta. Decepcionar o cliente não faz parte dos meus planos. Mas, após uns dias dormindo bem pouco, consegui dar conta do recado!

2014-12-07 15.03.01Com o tempo, os pedidos foram se diversificando, e o desafio aumentando. Passei muitos finais de semana inteiros para fazer um modelo novo, e, no fim, dava errado. E lá ia eu desfazer toda a costura e tentar consertar. Mas, de tanto errar, uma hora dava certo! E num desses finais de semana saiu meu primeiro estojinho, que alegria! Como foi difícil fazê-lo, mas ficou lindo!

2014-11-20 23.44.10

Em meio a muitos pedidos, recebi um inusitado, do qual nunca tinha ouvido falar: uma almofada de amamentação! Eu nem sabia como era o formato. Fui pesquisar e entendi como funcionava. Pensei: se estou na chuva, vou me molhar! Aceitei o desafio, criei o molde e não é que deu certo? Fiz uma grávida feliz!

2014-12-15 23.58.38O bom disso tudo foi que além de ganhar um dindim extra no fim do ano, economizei também, pois as mulheres da família ganharam seus mimos personalizados. Minha cunhada ganhou um porta make e minha sogra uma pequena carteira. Elas ficaram felizes e eu mais ainda!

2014-12-22 20.38.32

2014-12-23 19.10.59 Apesar do sucesso repentino, ainda tinha muitas dúvidas técnicas e comecei a pensar seriamente na possibilidade de investir num curso de corte e costura. Mas onde fazer? Quanto será que custa? Isso é papo para outro post! Aguardem os próximos capítulos…

Anúncios

2 comentários sobre “Como tudo começou – parte 2

  1. Oi Paula, adorei a almofadinha de amamentação! Logo quando vi pensei que fosse aqueles travesseirinhos que usamos em viagens e quebram um super galho! E imaginei o quão fofo seria ter um personalizado para chamar de meu! e ai topa o desafio??!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu pitaco!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s