Árvore de Natal solidária

Nesse fim de semana rolou a festa de Natal do grupo voluntário que Lu e eu participamos. Todos os sábados nós damos aulas de reforço escolar para crianças de 10 a 12 anos de idade. A ideia dessa confraternização natalina era produzir a decoração da festa utilizando materiais baratinhos ou recicláveis, assim nossos alunos poderiam fazer em suas casas.

Vela feita com lata de alumínio e CD como suporte

Tudo começou na escolha da árvore pois queríamos que fosse algo realmente barato. Então, uma voluntária se ofereceu para doar um galho da poda habitual das árvores de seu sítio. Outra pessoa ficou responsável por lixar e pintar a árvore com uma tinta branca que sobrou de outra atividade. Arrumamos os galhos em uma lata de tinta vazia utilizando algumas pedras para mantê-los na posição correta e voilà temos uma Árvore de Natal! Agora era pensar nos enfeites!

Várias ideias sendo compartilhadas pelo e-mail e WhatsApp durante as semanas antes da festa e a única coisa que eu pesquei foi que eu precisava juntar rolos de papelão do papel higiênico e papel toalha. Pedi para família, amigos, etc. e acabei passando semanas com aqueles rolinhos na bolsa andando pra cima e pra baixo hahaha.

Lu e eu planejávamos procurar exatamente o que faríamos com as crianças e treinar antes de ensiná-las é claro. Mas nossos planos foram por água abaixo por causa do trabalho. Calhou de nós duas estarmos MUITO ocupadas a semana inteira e não tivemos tempo de ver nada. Então sábado de manhã, fomos com a cara, a coragem e minha bolsa cheia de rolinhos de papel higiênico tentar fazer estrelinhas para árvore de natal!

Como disse o poeta Fernando Sabino “no fim tudo dá certo”, e deu mesmo! Ainda que não tenhamos tido tempo de nos preparar, na hora tudo fluiu e a árvore ficou linda. Como havia enfeites de todas as turmas das diferentes idades, havia alguns mais elaborados. Confesso que me surpreendeu o fato de ter ficado tão linda. Acho que eu esperava bem menos… provavelmente eu só estava levando em conta o meu despreparo haha. Mas meus colegas de trabalho estavam preparadíssimos e mandaram muito bem não foi?

Enfeites natalinos comprados pelo mundo

Em dezembro de 2012, por influência de uma amiga paulissssta muito querida, eu resolvi começar uma coleção de enfeites de natal!

Na época, eu colecionava cartões postais, que comprava em cada cidade que eu visitava. Depois que eu enchi o quadro do meu quarto, fui perdendo o gosto em comprar mais postais. No fim, eles acabavam ficando entulhados em uma gaveta cheia de papéis. A preguiça não deixou a ideia de fazer um revezamento de postais no quadro e eu acabava sempre com os mesmos lá pendurados.

2015-11-29 17.13.55

E foi por isso que a coleção de enfeites natalinos me cativou! Eu continuo trazendo uma lembrança das cidades que visito, mas sem entulhar minhas gavetas. Afinal, enfeite de natal eu tenho que ter e uso todo ano mesmo!

É uma delícia abrir cada um deles e ir me lembrando onde eu comprei, o que eu estava fazendo… Todos trazem alguma história! A ideia é comprar algo típico do lugar e, de preferência, feito à mão né?! Tem um casal de cangaceiros que comprei em João Pessoa quando fui visitar minha avó, uma bola de Paris, passarinhos da Amazônia comprados em Porto Velho, a hamsá (“mão protetora”) do Marrocos, etc.

2015-11-29 20.56.43

Nem sempre é fácil de achar algo que sirva de enfeite, mas a busca também é parte da diversão! Eu morri de amores por Praga, não apenas pela beleza da cidade, mas porque achei uma loja só de enfeites de natal em pleno abril hahaha. Foi muita emoção!!

Esse ano eu convidei a Mi pra montar a árvore comigo e resolvemos fazer um vídeo, que eu editei e postei no nosso canal. Os enfeites são uma verdadeira inspiração!! Dá uma olhada!

Tiradentes

SONY DSC

No dia seguinte, nós resolvemos esticar a trip até Tiradentes, cidade que nenhum de nós conhecia ainda. Eu, afortunadamente, tive oportunidades de ir a Minas Gerais várias vezes. Mas pra fechar o pacote de cidades queridas para conhecer faltava Tiradentes, e ainda falta Ouro Preto (uma coisa de cada vez, né?!). Então, lá fomos nós para a estrada outra vez, depois de um café da manhã super animado, com direito a bolinho de chuva e tudo! (Esse negócio de ter amigos fazendo curso de gastronomia é tudo, né?! Thanks God!)

Quando chegamos a Tiradentes, aqueles casarões coloniais começaram a aparecer, muito antes de chegarmos ao Centro Histórico. Era um mais lindo do que o outro, e me faziam lembrar aquelas fotos dos livros de História, do século XVIII, dos capítulos que relatavam a época da exploração do ouro no Brasil e a Inconfidência Mineira.

SONY DSCAliás, o nome da cidade é uma homenagem a Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, líder do planejamento da revolta. A criação da “derrama” pela Coroa portuguesa dava, aos soldados, o direito de invadir casas e retirar os objetos de valor das famílias para completar o valor (absurdo!) do imposto cobrado pela exploração do ouro na região. É claro que isso gerou uma insatisfação enorme! Só que nessa confusão, o governo português acabou desmantelando a revolta, em 1789, prendendo nosso Tiradentes, que depois foi enforcado e esquartejado.

SONY DSCTriste fim para ele, mas tudo o que fez merece ser lembrado. Até porque o mais legal de viajar, para mim, é poder ficar imaginando como as coisas aconteciam na época. Andar pelas ruas de pedra, passar por portas de madeira bem antigas, caminhos estreitos, e ficar imaginando como as pessoas viviam ali. Adoro fazer esforço para lembrar das aulas de História, ler guias, placas dos museus, etc. É como se eu estivesse voltando no tempo!!

SONY DSCE Tiradentes é uma cidade linda, e muito bem preservada! Não sei porquê eu achava que só a praça central seria assim bonitinha, pois não importava para onde andávamos, todas as casinhas eram ajeitadinhas. Nem preciso dizer que amei a cidade!! Só faltou aquela feirinha de artesanato esperta. Talvez tenha sido por causa do dia da semana em que fomos, mas deu  para apreciar alguma coisa nas lojinhas.

SONY DSC

Voltamos para a estrada bem cansados, porém contentes com tudo o que vimos!! Além de muitos papos, tínhamos um CD do Lulu Santos para embalar as curvas da serra, cantando bem alto porque “não há tempo que volte, amor vamos viver tudo que há pra viver”.

A natureza é uma arte

DSC_0020Fim de semana passado fui visitar um casal de amigos muito queridos, que mora em Juiz de Fora, Minas Gerais. Eu não estava muito animada para ir, mas outros amigos resolveram se juntar e, com o argumento de deixar os custos da viagem lá embaixo, eles me convenceram. A condição era que eu fosse a motorista e eu topei!!

Mochilão preparado e guloseimas de viagem compradas, o plano era passar o sábado no Parque Estadual de Ibitipoca, que fica a cerca de 90 Km de Juiz de Fora. O parque já foi eleito pelo Trip Advisor como o terceiro melhor da América Latina e segundo do Brasil, com certeza não foi à toa! Além da natureza exuberante, a estrutura para turistas é ótima, com trilhas muito bem sinalizadas.

Enquanto subíamos a serra, já dava pra notar a diferença na vegetação, que deixava de ser Mata Atlântica pra ficar mais parecida com o cerrado. Adoro essas mudanças! Quando começamos a nossa caminhada  fomos presenteados com um cenário mais lindo do que o outro!

Fizemos o Circuito das Águas, então fomos seguindo o percurso dos córregos até chegar à Cachoeira dos Macacos. Era tudo tão, tão lindo que parecia ter sido cuidadosamente alocado em lugares específicos para compor o cenário perfeito.

DSC_0067A coloração escurecida da água é devido à presença de ferro nas rochas daquela região. Por isso, todas as pequenas lagoas ficam praticamente marrons, deixando a paisagem ainda mais linda e diferente! Duas amigas foram corajosas o suficiente para entrar naquela água gélida. Mas eu, só de enfiar a mão, percebi que não queria enfiar o meu corpo inteiro naquele gelo! hahaha. Pelo menos, a Lu me acompanhou!

Não deu pra evitar aqueles momentos de reflexão em que eu me sentia admirando uma obra arte! Principalmente quando, nos mirantes, tínhamos aquela vista típica de Minas Gerais: um amontado de montanhas arredondas, parecendo uma colcha de retalhos feita em vários tons de azul esverdeado. Lindo, lindo, lindo!

Voltamos para o carro no fim do dia felizes, contentes e cansados, mas, com certeza, muito agradecidos por termos tido a oportunidade de apreciar a natureza e sua arte!

EBA!!!! TAG: LIEBSTER AWARD

A Monica, do blog Boas Conversas, nos convidou para responder à TAG: LIEBSTER AWARD, cujo objetivo é ajudar na divulgação de novos blogs. Para não ficar muito confuso, pois somos muitas, eu, Kenia, vou contar tudo para vocês!

Vamos ver como me saio, pois ainda estou engatinhando no mundo dos blogs!!

 

liebster-award

11 FATOS SOBRE MIM:

1.Fui uma criança tão tímida, que tinha vergonha até de sorrir para tirar foto.

2. Mudei de escola 9 vezes durante a vida porque minha família vivia mudando de bairro, de cidade, de estado. #filhademilico

3. Minha principal terapia é fazer artesanato, além de usar os Florais de Bach.

4. Não tenho muita paciência para o que eu considero “frescura”.

5. Não gosto de ficar em casa. Adoro ficar na rua, passear, ver pessoas, conversar…

6. Amo ler e comprar livros!

7. Às vezes, acho difícil dizer “não” mesmo não podendo dizer “sim”.

8. Detesto ir ao supermercado.

9. Faço listas das coisas que tenho que fazer e, às vezes, incluo coisas que já fiz só para ter o prazer de marcar como já realizada!

10. Amo planejar viagens!! Viajar é, definitivamente, uma prioridade na minha vida!

11. Faço coleção de guias de viagens. Não gosto de viajar sem, pelo menos, um guia pequeno impresso. Leio tudo antes da viagem, faço anotações diversas e marcações nos mapas!

PERGUNTAS E RESPOSTAS:



Por que decidiste criar teu blog?

Para compartilhar as aventuras de um grupo de cientistas no mundo dos trabalhos manuais!

Em que consiste o teu blog?

Um lugar para dividir nossas experiências no mundo da arte, em seu sentido mais abrangente.

Qual o significado do nome do teu blog?

Uma brincadeira, resultado de um fluxograma que vimos no Facebook. O fluxograma terminava com duas opções: “faça ciência” ou ” vá vender sua arte na praia”. Nem preciso dizer como resultava esse fluxograma pra gente, não é? Hahaha!

O que te levou a criar o blog?

Uma discussão entre amigas sobre as dificuldades da carreira de cientista e nosso gosto por arte e artesanato. Depois de trocarmos muitas ideias, decidimos levar essa discussão para a internet!

Qual o tipo de post que prefere escrever?


Os que envolvem viagens e lugares diferentes onde posso ter contato com uma arte distinta da que eu costumo ver no dia a dia. #aloucadasviagens hahaha

Tens algum canal do youtube associado ao blog? Se sim, põe o link.

Sim, estamos nos aventurando nos vídeos na praia também! Clique aqui para assistir aos nossos vídeos!

Quem são tuas fontes de inspiração?


Acho que a minha mãe, que sempre foi excelente artesã!

Qual sua primeira impressão quanto ao Blog que te nomeou?

Que a Monica tem uma experiência de vida incrível! O blog dela é definitivamente um lugar para Boas conversas!!

O que pretende melhorar no teu Blog?

A frequência de posts.

Se vê fazendo isso daqui alguns anos?

Sim, espero que possamos ter cada vez mais arte para compartilhar aqui!

Um conselho para as principiantes no mundo dos Blogs?

Puxe a cadeira e junte-se a nós!! Quanto mais informação compartilhada melhor!

Valeu, Monica eu adorei!

REGRAS

1. Responder todas as perguntas.
2. Indicar no mínimo 11 blogs com menos de 200 seguidores para responder a Tag.
3. Colocar o selo da Tag.
4. Colocar o link de quem te indicou.
5. Seguir meu blog.
6. Comentar aqui com o link do seu blog quando responder a Tag, para que eu possa ler as respostas de vocês também!!

BLOGS NOMEADOS (Quem mais quiser, a lista está aberta…)

Arte Amiga

As Violent, as Bright

Bons Ventos Sempre Chegam

Conte Mais Uma

Dulce Mudanza

Jardim do Coração

Mara Lívia Criações

Marrispe Artesanato

Mattosquela

Roanytta

Um Blog de Nada

 

 

Casamento pequeno – quando o menos é mais

Fim de semana passado fui ao casamento de uma amiga que não via há muito tempo!! Foi muito legal revê-la em um momento tão especial de sua vida, mesmo que não tenhamos tido tempo de conversar. Eu a conheci quando trabalhava de monitora do curso de Inglês, na época do vestibular. Essa amiga tinha acabado de entrar na faculdade, então me ajudava não só a estudar, mas também a levantar o moral durante aquele ano de incertezas.

2015-05-08 21.55.49

A motorista da rodada bebendo água no casório :P

A festa de casamento foi bem simples, assim como ela. O salão era pequeno, mas como havia poucas pessoas, cabíamos todos confortavelmente. Ela optou por um banda ao vivo, que tocava lindas canções, variando de clássicos internacionais românticos (aqueles bem batidos, que todo mundo conhece #adoro!) até Música Popular Brasileira.

2015-05-08 23.32.18Fotografei um pouco a decoração da mesa com o bolo, que estava um gracinha! Gosto dessa moda atual de usar mesas decoradas sem toalha, estilo provençal. Acho que deixa a mesa mais clean e acabam sobressaindo os itens decorativos mesmo, como os jarros com flores neste caso.

2015-05-08 22.14.08Mas, por favor, certifique-se de que a mesa é bonita, porque, senão, não vale a pena! De que adianta tirar a toalha bonita para mostrar umas pernas de mesa feias?? O ideal é sempre adequar a moda à nossa realidade e não sermos escravos dela. Assim, a gente evita cair no ridículo.

Valeu por você existir, mãe!

No Brasil, o Dia das Mães foi comemorado pela primeira vez em Porto Alegre, em 1918, por uma associação cristã. A partir de então foi celebrado em outras cidades, sempre ligado a alguma instituição religiosa. Maaaaaas, foi só em 1932 que um decreto de Getúlio Vargas fez do segundo domingo de maio o dia delas em todo o país.

A ideia é homenagear aquelas que não só nos deram a vida, mas que trabalharam muito para nos manter vivos. Afinal, a humanidade teve que nascer dependente e bem pouco desenvolvida, para compensar nossa inteligência superior a dos demais animais que, por sua vez,  já saem andando por aí ao nascer.

mother-84628_1280Muitos criticam o fato de o Dia das Mães ter se tornado uma data muito comercial e tals… Eu, pessoa prática, acho que esse povo tá procurando chifre em cabeça de cavalo. Concordo que dia das mães é todo dia, mas qual é o mal de ter uma data do ano pra lembrar disso? Para mim serve como perfeita desculpa para parar a correria diária, almoçar em família e comprar um presentinho pra ela. Agora me diz uma coisa, “cara pálida”: se não houvesse Dia das Mães será que faríamos isso em um dia aleatório todos os anos?? Eu tenho certeza que não!

Fora que podemos levantar muitas questões a respeito da maternidade neste dia. É o caso de pais que acabam deixando todo o cuidado dos filhos a cargo das mães, como se eles não tivessem a mesma responsabilidade. Muitas vezes, elas acabam mesmo cuidando de nós sozinhas, porque amor de mãe é grande demais pra entrar nessa briga e deixar seus rebentos precisando de alguma coisa.

presenteUma outra questão que gera muita discussão é o certo e errado na maternidade. Sei lá se eu é que sou relaxada demais, mas acho que não existe regra e nem manual de instruções. Ok, a equipe médica dá várias orientações, mas na hora de pôr em prática é a família que precisa encontrar um meio para segui-las. O que dá certo para umas pode não funcionar com outras, e tudo isso é muito relativo. E se as mães sentem essas dificuldades na pele, não entendo porque diabos é que umas ficam apontando as falhas das outras! Assim como as mães e os pais são diferentes, os filhos também são, não dá pra comparar.

E quando a pessoa não é mãe é aí que ela se torna uma expert em maternidade mesmo!! Acho muito fácil eu dizer que nunca faria isso ou aquilo se tivesse filhos, quando eu durmo quantas horas por noite eu quiser e não tenho ninguém chorando no meu ouvido quando volto cansada do trabalho. As pessoas são muito cruéis, às vezes. Eu tento, pelo menos, vigiar meus comentários a respeito dos bebês das amigas. Se um dia fui cruel, perdoem-me eu não sabia o que fazia (hahaha), juro que não foi a intenção.

thank-you-515514_1280

Por isso tudo, mais que Feliz Dia das Mães hoje eu sinto que devo dizer “obrigada” por tudo que a minha mãe já fez e ainda faz por mim! E para as amigas que já são mães, as minhas vibrações positivas para que tenham muita força e paciência nessa jornada!

 

Pintando paredes: faça você mesmo!

Neste feriado, fui convidada pela Mi para fazer algo que para mim é novidade: pintar paredes! Na minha casa, quando não pagávamos um pintor, o meu pai é que fazia esse trabalho (acho que militar é um pouco “faz tudo”, né?!), e eu sempre ficava de fora. Já a Mi, ajudou a pintar uma casa enorme inteira. Então, já é experiente! Sabia que não era nenhum bicho de sete cabeças.

2015-04-23 12.31.36

Quando decidiu comprar aquele apê, ela percebeu que teria que fazer algo bem radical nas paredes. O piso é branco, assim como as portas e tudo ao redor. O imóvel parecia mais uma “obra” do que um lar. A questão era: como mudar a cara do lugar sem ter que morrer na grana? Foi assim que ela teve um insight e resolveu pintar uma parede da sala e uma do quarto de cor diferente. E a escolhida foi a cor lilás.

Eu, gentilmente convidada para esta empreitada, coloquei uma escada no carro, junto com uma muda de roupa velha, e fui cantarolando bem alto (adoro!) em meio às buzinadas impacientes do trânsito no Rio.

2015-04-23 11.59.37

Assim que chegamos, fomos logo ajeitando tudo. Passamos uma fita crepe em todos os cantos e bordas das tomadas, cobrimos o chão e começamos a pintar! Eu não resisti e tive que pintar nossos nomes na parede igual criança. hahaha

2015-04-23 12.05.16

O resultado ficou muito melhor do que eu esperava. Com a tinta ainda fresca na parede parecia que ia ficar um horror, pois havia vários tons de lilás. Mas assim que secou, ficou bem uniforme, em um tom aveludado lindo! Amamos!!!

2015-04-23 15.15.13

Por incrível que pareça, o apê mudou radicalmente, ficou com mais cara de “casa”. Ficamos um tempão só admirando nosso trabalho e a drástica mudança no ambiente. Até quando descemos do apartamento e demos uma espiada na janela, percebemos que efetivamente estava parecendo um lar. Mesmo vista de fora, a parede estava linda!

Depois dessa, aprendi que dá pra economizar e ter um ótimo resultado pintando eu mesma minhas paredes.  Além de fazer toda a diferença na decoração da casa. Adorei! Estou me sentindo “A” pintora!!

Achados baratinhos: cozinha compacta

Tenho uma amiga muito querida, que acaba de comprar seu primeiro apê! Sim, é muita emoção depois de tanta ralação (como os imóveis estão caros, né?!). Acho que tem mais de um ano que um dos nossos programas de fim de semana é visitar apartamentos pela cidade. Por fim, essa fase acabou e agora começa uma muito mais divertida pra mim: a decoração!

A Mi foi esperta e já comprou várias coisas aos poucos. Como a minha casa tem bastante espaço, eu a ofereci pra que ela guardasse umas coisinhas. Ela já tem toalhas, panelas, lençóis, potinhos para cozinha… Assim, os gastos foram se espalhando ao longo do ano. E agora que chegou o momento da compra dos móveis, o que realmente pesa no orçamento, a Mi já não tem que se preocupar com as “miudezas” da casa.

Então, nossos programas de fim de semana passaram a incluir a visitação de várias lojas de móveis! Pura diversão!! Em um sábado desses, percebi que se procurarmos bem dá pra achar móveis lindos, estilosos e baratos nas lojas do shopping mesmo. cozinha pto frioEncontrei este no Ponto Frio. Muito bonito e compacto. Gostei do contraste da cor chocolate com esse cinza clarinho.

cozinha casas bahia

Este outro, das Casas Bahia, é para os amantes dos móveis brancos  (como eu!). O que mais gosto, nesse caso, é poder abusar dos objetos de decoração coloridos! Como a base é neutra, dá para incrementar com artesanatos de cores marcantes que vão sobressair bem. Adoro! cozinha ricardo eletroJá esse da Ricardo Eletro é legal porque aproveita bem o espaço das paredes. Hoje em dia as cozinhas estão cada vez menores, então quanto mais aproveitamos as paredes com armários, melhor fica. Só assim para conseguirmos guardar todas as panelas, travessas e afins em uma cozinha pequenina.

Depois de escolher os móveis, é só acrescentar peças de decoração, que tenham a ver com o estilo da Mi. Aí a cozinha será, de fato, a cozinha dela! Ela até encomendou para a minha mãe um lindo porta-chaves com espaço para cartas!

porta chave

Gosto desse modelo porque, além de guardar as chaves, dá para colocar  no lugar das cartas o controle remoto da garagem, por exemplo, que antes vivia perdido aqui em casa hahaha.

Como fazer ponto caseado

Finalmente, saiu o primeiro vídeo do blog!! A praia já estava marcada há uma semana, mas a ideia de filmar lá surgiu apenas algumas horas antes de sair de casa. E apesar de eu detestar ouvir minha própria voz (e meu sotaque indefinido aafff!), achei divertido gravar o vídeo. Além de, claro, termos jogado muita conversa fora, curtindo aquele visual de fim de tarde maravilhoso. Confiram aí o resultado!

Créditos

Música: Zóio de Lula – Charlie Brown Jr

Edição: Movie Maker

Câmera: Samsung